-

15 de março de 2019

Fórum do Turismo abre discussões sobre o setor e apresenta projetos


O governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Turismo e a Empresa Sergipana do Turismo (Setur/Emsetur), promoveu na manhã desta sexta-feira (15), no Delmar Hotel, a 32° Reunião Ordinária do Fórum Estadual de Turismo de Sergipe (Fortur/SE), com o intuito de fomentar discussões sobre o setor e apresentar os projetos que serão desenvolvidos no ano de 2019. Na oportunidade, ocorreu a eleição para definir a vice-presidência do Fórum, deliberada pelo nome de Augusto Carvalho, que é presidente da Associação de Bares e Restaurantes de Sergipe (Abrasel/SE). No evento, foram apresentadas ainda ações de turismo da Setur e do Prodetur.

Para o secretário da Setur, Manelito Franco Neto, a realização do Fórum é importante, pois toda a cadeia do turismo em Sergipe se une para discutir o que existe no ano de 2019, além de ouvir opiniões e questionamentos sobre o que está ocorrendo. “É mais uma roda aberta, um bate papo de críticas construtivas. Este evento só tem a trazer benefícios para o turismo e para o turista sergipano”, frisa.

O secretário explica ainda que o Fortur foi reativado em 2018. “Resolvemos reativá-lo para mostrar o que o governo está fazendo, tem para fazer e poderá fazer”, completa.

Parceiros

O fórum foi instituído há 16 anos e após um período inativo volta com suas atividades. A entidade é composta por 26 conselheiros, sendo 13 representantes do setor público e 13 da inciativa privada. Entre os membros, além do governo do Estado, por meio da Setur, Emsetur, Seduc, Sedurbs e Banese, estão a UFS, Banco do Nordeste, Prefeitura de Aracaju, Polo Costa dos Coqueirais, Polo Velho Chico e Ministério do Turismo. Além destes, são membros do Conselho deliberativo privado: ABIH , Abrasel , ABEOC, ABLA, Unit, Aracaju Convention Bureau, Acese, ABRAJET, ABAV, SingturSe , ABBTUR, Sebrae e Senac.

O presidente da Abrasel e agora vice-presidente do Fortur, Augusto Carvalho, conta que a participação da Associação no Fórum é fundamental para discutir sobre diretrizes tomadas pelo estado no âmbito do turismo. “Desde que Manelito assumiu, falei para ele a importância de instalar e fazer o fórum funcionar. É uma forma de auxílio para o Governo, onde se observa quais são os anseios de todo trade de uma forma mais organizada e clara”, destaca.

Já o gerente executivo territorial do Banco do Nordeste em Sergipe, João Eudes Oliveira, informa que desde o lançamento do Fortur o BNB faz parte, trazendo apoio econômico para fomentar o turismo no estado. “O BNB trabalha atualmente com o programa de Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), não só financiando o turismo dos hotéis, como também a infraestrutura. Por isso, para nós, é de grande prioridade participar do Fórum”, afirma.

Entre as decisões tomadas durante toda a realização do fórum está a criação de grupo de trabalho para as alterações do decreto 27.957 de 20 de julho de 2011, que dispõe sobre a política estadual de turismo, institui o Fórum Estadual de Turismo e as providências correlatas.

Para Luiz Simões, presidente da Aracaju Convention & Visitors Bureau, uma das entidades do trade que capta eventos para capital, quando se trata de turismo, todas as entidades precisam estar presentes. “É necessário manter o diálogo entre o público e privado. Ninguém faz turismo sozinho. Ele é feito por uma cadeia de agentes de uma forma sintonizada”, opina.

Já o Sebrae, que também compõe o Fortur, por meio do diretor superintendente, Paulo Dias, conta que onde há turismo, há atividade econômica que gera emprego, principalmente envolvendo pequenos negócios. “Com esse viés a gente entende que a participação do Sebrae é fundamental para fomentar e criar um ambiente de negócios melhor, e ao mesmo tempo, quando você  melhora a questão do atendimento, a performance da pequena empresa no setor do turismo, cria uma rede de acolhimento que vai beneficiar o próprio turista”, conclui.

Foto: Acrísio Siqueira


Atualizado há



Comentários

Escrever ou responder um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *